Select Language

Check Application Status
en

Resource Zone

Torne-se o consultor de referência com webinars

Antoinette Tuscano

Rate 1 Rate 2 Rate 3 Rate 4 Rate 5 0 Ratings Choose a rating
Please Login or Become A Member for additional features

Note: Any content shared is only viewable to MDRT members.

Perguntas mágicas para iniciar uma conversa com o cliente e como falar sobre seguros.

By Anthony Nicholas Goebel, LUTCF

Quando o mundo estava mudando rapidamente, nós lançamos uma série de webinars semanais chamada "Terça, às 14h." Isso auxiliou nossos clientes proprietários de negócios e profissionais de RH e nos posicionou diante de clientes em potencial. Avançamos da ideia ao lançamento em apenas três dias e tivemos centenas de pessoas presentes no primeiro webinar.

Primeiro, montamos uma equipe de especialistas, incluindo um advogado de direito do trabalho, um consultor de RH, um contador e um diretor de benefícios. Isso nos permitiu oferecer sessões de perguntas e respostas entre todos os nossos principais clientes atuais e em potencial, o que nos economizou centenas de horas respondendo às mesmas perguntas, fornecendo informações críticas instantaneamente.

Tornei-me um consultor confiável para meus clientes pois os webinars forneceram os especialistas e as respostas de que eles precisavam. Se não sabia alguma resposta, eu pesquisava e as encontrava em minha rede de especialistas.

Um cliente tinha um funcionário que parecia estar à beira de uma disputa legal com sua empresa. Realizamos uma teleconferência com o proprietário, o funcionário e nossa equipe jurídica e encontramos um terreno comum para retificar a situação.

Eu também tinha vários clientes proprietários de empresas que estavam preparados para demitir em massa porque estavam com medo da pandemia e do que ela faria com eles financeiramente. Meus webinars forneceram informações sobre o financiamento estadual e federal disponível, bem como outras opções para ajudar seus negócios. Afinal, a maioria deles não precisava de demissões em massa.

Anthony Goebel é membro da MDRT de Eldorado, Wisconsin, há seis anos. Entre em contato com ele pelo e-mail tony@5gbenefits.com.

Saiba por que você não deve iniciar uma conversa com "Como vai você?"

By R.J. Kelly, RICP, MSFS

Você gostaria de uma ou duas “perguntas mágicas”? Algo que você poderia perguntar para alegrar qualquer conversa?

Muitas pessoas estão deprimidas, ansiosas ou lutando para entender o que está acontecendo com a economia e a pandemia. Isso pode ajudá-los a analisar as coisas boas que estão acontecendo - na vida deles e dos outros. Então, em vez de perguntar "Como vai você?" no início de uma conversa, experimente essas três perguntas:

  • O que está deixando você animado?
  • Como você está se divertindo?
  • Você está ansioso com algo?

Quando você coloca essas três perguntas juntas, as pessoas param para pensar por um momento. Você pode ver um sorriso aparecer no rosto delas. Particularmente, se você estiver sorrindo, eles também sorrirão. Então, eles dirão algo como: "Essas são ótimas perguntas! Vamos ver...” e, em seguida, eles começam a dizer como estão se divertindo ou o que está os deixando animados ou ansiosos. Eu fiz as “perguntas mágicas” em uma ligação recentemente e era possível sentir a energia e o carinho através do telefone.

Depois de ter a chance de falar como eles estão se divertindo, você pode perguntar: "Há algum ladrão de alegria neste momento, além do óbvio da pandemia e da economia?" Ouça o que eles têm a dizer e seja empático. Isso permite que você estabeleça uma conexão em um nível muito mais profundo.

Com certeza, está acontecendo algumas coisas muito difíceis e outras bem trágicas. Porém, com um início positivo e com interesse genuíno, eu ainda não encontrei alguém que não seja capaz de responder positivamente a pelo menos uma dessas perguntas.

R.J. Kelly é membro da MDRT há 40 anos, de São Diego, Califórnia. Entre em contato com ele pelo e-mail rj@wealthlegacygroup.com.

5 perguntas sobre planejamento educacional por meio de seguros

By Lam Pui Ka

Um dos melhores presentes que os pais podem dar aos filhos é uma boa educação. O papel do seguro em garantir a realização desses sonhos é frequentemente esquecido.

Faça aos clientes estas cinco perguntas e ajude-os a entender como os produtos de seguro e proteção de renda podem realizar sonhos sobre a educação de seus filhos - não importa o que aconteça na vida deles.

  1. Você pode garantir que sua saúde não mudará nos próximos três a cinco anos? Em caso afirmativo, isso afetará sua capacidade de ganhar dinheiro?
  2. Algum pai pode garantir que sempre terá a capacidade de ganhar dinheiro e economizar para a educação de seus filhos nos próximos 10 a 15 anos?
  3. Os pais podem garantir que viverão até que os filhos terminem os estudos?
  4. Como pais, vocês estão dispostos a deixar um futuro incerto aos filhos?
  5. O que você se sentiria ao ver seus filhos sofrerem com sonhos e objetivos desmoronando por causa de um planejamento insuficiente?

Informe aos clientes que o seguro é um dos produtos financeiros mais eficientes e eficazes para substituir uma renda perdida devido a morte prematura, doença ou invalidez. Se isso acontecer e eles estiverem devidamente segurados, a educação e o futuro de seus filhos serão garantidos.

Lam Pui Ka é membro da MDRT há dois anos, de Kuala Lumpur, Malásia. Entre em contato com ela pelo e-mail lampuikapru@gmail.com.
Para receber os artigos do Blog MDRT em sua caixa de entrada, inscreva-se em mdrt.org/blog.

 

{{GetTotalComments()}} Comments

Please Login or Become A Member to add comments