Select Language

Check Application Status
en

Resource Zone

Comprometido em ajudar

Matt Pais

Rate 1 Rate 2 Rate 3 Rate 4 Rate 5 0 Ratings Choose a rating
Please Login or Become A Member for additional features

Note: Any content shared is only viewable to MDRT members.

Walsh traz o lema de toda a sua vida para sua função de liderança como Presidente da Fundação MDRT.

Não há uma pessoa específica que seja responsável por Brian P. Walsh, CLU, ChFC, acreditando na importância de retribuir. Crescer em seu bairro em Lower Bucks County, Pensilvânia, apoiar os outros era exatamente o que você fazia.

“Eu acredito que sempre houve a sensação de que você ajudava as pessoas quando podia e o tanto quanto conseguia”, disse o membro da MDRT há 26 anos, de Wayne, Pensilvânia. “Todo mundo se une e faz o que tem de ser feito, seja por um vizinho que perdeu o cônjuge, amigos que perderam um dos pais, sendo voluntário no bombeiro local ou no departamento de emergência médica.”

Na verdade, Walsh, que é o presidente da Fundação MDRT de 2021, trabalhou como bombeiro voluntário, apagando mais de 300 incêndios antes dos 18 anos. Também foi quando um acidente o deixou com queimaduras de terceiro grau no rosto, um incidente cuja recuperação e lições nos anos seguintes são capturadas em detalhes vívidos em “Além da Máscara: Como minha tragédia gerou uma vida incrível. ”

O livro de memórias, lançado em julho pela mega-editora Simon & Schuster, tem muitas passagens impactantes, algumas comoventes e outras difíceis de ler. No entanto, uma linha em particular se destaca.

Como bombeiro, Walsh se oferecia para ajudar qualquer um e não se envolvia em questionamentos ou lamentava os desafios ou erros. Mas isso poderia ser sobre seu trabalho com a Fundação MDRT ou como um consultor:

“Você se compromete a ajudar”, escreve ele, “não a marcar pontos”.

Afinal, tanto em sua prática quanto em seu trabalho com a Fundação MDRT, Walsh diz que o tamanho e a extensão de seu sucesso nunca foram intencionais. “Era apenas, ‘Faça a coisa certa todos os dias e coisas boas acontecerão’”, disse ele.

Tudo começou em meados dos anos 90, não muito depois de Walsh se tornar membro, na Reunião Anual da MDRT em Toronto, Ontário, Canadá. Um apresentador, cujo filho adolescente morreu em um acidente de esqui, falou sobre como ele e sua esposa tomaram a decisão de doar os órgãos do filho e, em seguida, reuniu o máximo possível de pessoas que receberam a doação para um jantar em sua casa.

“Foi muito envolvente, muito sincero e muito pessoal”, lembrou Walsh. “Foi quando eu decidi me envolver com a Fundação.”

No entanto, esse envolvimento não foi além do apoio financeiro, até alguns anos mais tarde, quando o eventual Presidente da Fundação MDRT era Mitchell Wm. Ostrove, CLU, ChFC, membro da MDRT há 52 anos, de White Plains, Nova York, encorajou Walsh a fazer mais. Walsh disse que queria estar “o mais envolvido que fosse possível”. Isso o direcionou para trabalhos no comitê, servindo no Conselho de Curadores e, em seguida, percorreu o caminho até a posição de liderança que ele ocupa agora.

“Toda a situação é uma grande oportunidade”, disse Walsh sobre a Fundação MDRT. “Cada projeto de serviço é inspirador e a camaradagem que se constrói - entre os membros que trabalham juntos por uma causa comum, que não tem nada a ver com outra coisa senão retribuir - vai longe.”

O projeto de serviço de maior impacto para Walsh ocorreu na Give Kids the World em Orlando, Flórida, em 2017. Trabalhar naquela comunidade e ver a resiliência, alegria e gratidão das crianças que enfrentam doenças terminais, disse ele, deixou uma impressão duradoura em todos os membros envolvidos.

Claro, estar envolvido faz parte de Walsh. Ele continua envolvido com o serviço de bombeiro voluntário (mas não atua como bombeiro) e está atendendo como presidente da Fundação de Pesquisa do Diabetes Juvenil no leste da Pensilvânia. Ele também tem patrocinado os subsídios para Linha de Apoio à Família de Delaware County Inc., que ajuda mulheres e crianças vítimas de abuso em um condado que não possui departamento de saúde.

Ao lembrar de seu tempo com a Fundação MDRT, Walsh observa os aumentos no dinheiro doado distribuído, sempre com o objetivo de doar mais. “Eu não acho que nosso impacto mudou; mas se mudou, foi para ajudar mais pessoas globalmente do que nunca ”, disse ele. “Acho que nós tentamos aumentar a quantidade de dinheiro distribuído e permitimos que nossos membros tenham impacto em suas comunidades locais da maneira que acharem melhor.”

É por essa maximização que Walsh não tem um cliente ideal. Ele trabalha estritamente por indicação, se conectando com qualquer pessoa que precise de ajuda com seguros, investimentos e aposentadoria. É por isso que seus três filhos também se ofereceram como voluntários na Fundação de Pesquisa do Diabetes Juvenil. E é por isso que ele finalmente transformou sua experiência e percepções sobre caráter, compaixão e superação de adversidades em um livro, com o objetivo de expandir o impacto causado quando ele compartilhou sua história na Plataforma Principal da Reunião Anual da MDRT de 2005, em Nova Orleans, Louisiana.

Você pode querer procurar essa apresentação na Zona de Recursos. Talvez você queira ler o livro. Ou talvez você apenas se inscreva para um subsídio. Porque Walsh, que nada mais é do que um representante do crescimento contínuo e da gratidão, sabe que, uma vez que você começar, não vai querer parar:

“No que diz respeito a envolver as pessoas no programa de subsídios, isso é a mesma coisa com a qual lidamos todos os dias: Nós temos que ser persistentes”, disse ele. “Uma vez envolvidos, eles percebem o quão incrível é retribuir, ajudar em suas comunidades e construir camaradagem com seus companheiros.”

Contato: Brian Walsh bwalsh@wnfg.com

 

{{GetTotalComments()}} Comments

Please Login or Become A Member to add comments