Select Language

Check Application Status
en

Resource Zone

Como comunicar o milagre do seguro resultou no meu sucesso inicial

Yuta Tamai

Rate 1 Rate 2 Rate 3 Rate 4 Rate 5 0 Ratings Choose a rating
Please Login or Become A Member for additional features

Note: Any content shared is only viewable to MDRT members.

Uma das poucas coisas que você pode controlar na sua profissão é o nível de atividade. Descubra mais sobre um membro da MDRT que obteve sucesso no início da carreira.

Uma das razões de ingressar na profissão de serviços financeiros há cerca de três anos, quando tinha 27 anos, era porque eu queria que as pessoas entendessem o milagre do seguro de vida e como ele pode ajudá-lo a obter uma vida mais plena. Vi o que o seguro de vida poderia fazer pelas famílias quando eu estava na faculdade e o meu tio morreu de uma doença cardíaca. O seguro de vida dele forneceu a assistência financeira necessária para sua mãe.

Durante o meu período de treinamento, eu sonhei em conversar sobre o seguro de vida com o maior número possível de pessoas. Eu também notei que, embora não conseguisse controlar o que os outros fariam, eu poderia controlar o meu nível de atividade no trabalho de acordo com a quantidade de pessoas que eu entraria em contato.

Estabelecendo metas "impossíveis"

Após o término do meu treinamento, no primeiro dia no escritório, meu gerente perguntou qual era minha meta de prêmio no primeiro mês. Eu disse com orgulho: “O valor do prêmio será determinado pelo nível das necessidades e acessibilidade dos meus clientes. A minha meta mensal será o número de pessoas que eu encontrarei para falar sobre o seguro de vida.” Meu objetivo no primeiro mês era encontrar 100 pessoas.

Meu chefe não parecia convencido e os meus colegas disseram que era um objetivo impossível. Eu tinha uma lista de 5.000 pessoas, muitas das quais eu conheci na minha ocupação anterior, e comecei a ligar para marcar uma reunião. Eu marquei 102 reuniões no primeiro mês!

Criando um ambiente sem pressão

Nem todos que concordaram com uma reunião realmente compraram o seguro de mim, é claro. Mesmo não comprando, expliquei a eles que estava disponível como fonte de informação para qualquer coisa relacionada a dinheiro. No início de cada entrevista, eu explicava: “Você não tem nenhuma obrigação de comprar de mim hoje. Mas se tem algo que eu possa fazer por você, fale comigo e eu vou cuidar disso. Isso tira a pressão dos meus potenciais clientes e cria um ambiente confortável.

Até mesmo aqueles que nunca compraram nada me ofereceram algo valioso enquanto falavam sobre o amor pela família, objetivos de vida, valores e sonhos. A partir dessas histórias, eu ganhei mais confiança para continuar com a minha profissão. Eu acredito que aprendi isso mais cedo do que outras pessoas que estavam começando nesta carreira.

Além disso, eu mantive contato com aqueles que não compraram de mim, depois de seis meses, um ano, dois anos e assim por diante. Como resultado, até o momento, 70 das 102 reuniões que fiz no primeiro mês já se tornaram meus clientes.

Yuta Tamai, de Chiyoda-ku, Japão, é membro da MDRT desde 2019 e é um qualificador do Court of the Table.

Publicado originalmente no Blog da MDRT.

 

{{GetTotalComments()}} Comments

Please Login or Become A Member to add comments